Regulamento

Do Objeto
Das Condições de Trabalho
Dos Honorários
Da Coordenação
Das Diárias e Despesas de Viagem
Da Rescisão do Contrato
Do Waiver
Do Solução de Controvérsias
Das Penalidades
Dos Candidatos
Dos Padrinhos e da Reclassificação Lingüística
Das Eleições da Diretoria
Das Procurações
Das Alterações
 

II - Das Condições de Trabalho

 
 
Artigo 2º

A fim de garantir a prestação de serviços profissionais de alto nível, o intérprete:

a) exigirá condições satisfatórias de audição, visibilidade e conforto;

b) opor‑se‑á à interpretação simultânea sem cabine (mini-equipo), a menos que a configuração do local permita fazê‑lo em condições compatíveis com padrões elevados de interpretação;

c) não trabalhará sozinho e sem possibilidade de substituição, sendo que a interpretação sempre será feita por um mínimo de dois intérpretes, exceto:

i) quando a interpretação simultânea não exceder uma hora,

ii) quando a interpretação consecutiva não exceder duas horas;

d) aceitará interpretar simultaneamente em voz baixa e sem equipamento somente em circunstâncias excepcionais e que permitam manter a qualidade da interpretação;

e) emprestará ao intérprete coordenador todo apoio, representando-o condignamente.

f) Informar-se-á a priori junto ao intérprete coordenador das condições físicas, técnicas e contratuais do trabalho proposto, exigindo condições compatíveis com bons serviços de interpretação

g) procurará uma composição das equipes evitando o uso sistemático de relay e baseada na seguinte escalação:

2 idiomas - 1 cabine - 3 ou 2 intérpretes
2 idiomas - 2 cabines - 4 intérpretes
3 idiomas - 2 cabines - 5 intérpretes, ou 4 excepcionalmente
3 idiomas - 3 cabines - 6 ou 5 intérpretes
4 idiomas - 4 cabines - 8 a 12 intérpretes
5 idiomas - 5 cabines - 10 a 15 intérpretes

Artigo 3º

Para os fins dos incisos (i) e (ii) da alínea (c) do Artigo 2º deste Regulamento, caso o trabalho de interpretação seja realizado em períodos diferentes em um mesmo dia, a jornada total de trabalho não deverá ultrapassar 2 (duas) horas, divididas em sessões com uma hora de duração no máximo, e com um intervalo de no mínimo uma hora e meia entre cada sessão de trabalho. Caso isto não seja possível em virtude da programação do evento, o intérprete não poderá aceitar trabalhar sozinho em nenhuma das sessões.

Artigo 4º

O intérprete contratará seus serviços somente sob condições claras e previamente estabelecidas. Para esse fim utilizará, sempre que possível, a Carta‑Contrato padrão aprovada pela APIC.

Parágrafo único

A contratação como intérprete exclui a prestação de quaisquer outros serviços durante a mesma conferência.

Artigo 5º – O intérprete indicará à APIC seu domicílio profissional, não podendo fazer uso de outro para fins profissionais.

Parágrafo único – A mudança do domicílio profissional somente será lícita para períodos de mais de seis meses e deverá ser comunicada sem demora ao Diretor Secretário da APIC.

Artigo 6º

O intérprete não poderá propor orçamentos englobando a prestação dos serviços de intérpretes de conferência e o aluguel do equipamento necessário para tal fim (package deals) numa proposta única, nem poderá aceitar participar de trabalhos organizados com base nesse tipo de proposta.

Artigo 7º

O intérprete poderá solicitar a rescisão do seu contrato apenas nas seguintes condições:

a) mediante aviso prévio com antecedência suficiente e por motivos válidos, e

b) propondo um substituto aceito pelo organizador da conferência.

Artigo 8º

O intérprete não permitirá a gravação da interpretação simultânea:

a) dentro da cabine de tradução, e

b) para fins de difusão e/ou publicação comercial, a não ser que haja um acordo prévio com a equipe de intérpretes, a qual poderá solicitar do organizador, nesse caso, uma remuneração adequada a título de direitos autorais.



 


APIC

 

Tel/Fax: +55 (11) 3826-2319
R Maranhão, 554 - Cj 57 - 01240-000 SP - Brasil

   Associação Profissional de
Intérpretes de Conferência

© Copyright MEXMA - Webdesign 2003 - 2014 Todos os direitos reservados